NOTÍCIAS

Escolas da rede municipal realizam ações da Semana Mundial do Brincar

A iniciativa de ampliar os espaços para a brincadeira na rotina escolar abrangeu toda a rede municipal de ensino de Sorocaba e faz parte de um movimento internacional liderado pela Aliança pela Infância, a Semana Mundial do Brincar. Nas diferentes unidades escolares da cidade, a cada dia da semana, foi realizada uma proposta diferente para estimular as brincadeiras entre as crianças.

“Hoje (26 de maio) foi o dia de trazer os pais e responsáveis para participar. É fundamental mostrar para eles a importância que tem a brincadeira no desenvolvimento infantil. Esta semana é especial, mas já temos isso incorporado em nossa proposta pedagógica, pois, é a partir do brincar, que a criança descobre o mundo à sua volta, amplia a criatividade e as possibilidades de se expressar. E, agora, os pais tiveram a chance de ver de perto isso acontecer”, revelou a diretora do CEI-20 “Victoria Salus Lara” (Vila Haro), Raquel Carvalhaes.

“Aqui, usamos cada cantinho da estrutura da escola para estimular a utilização dos espaços que vão além da sala de aula. No quintal, criamos uma pracinha, recuperamos os brinquedos do playground, transformamos o estacionamento em brinquedoteca, instalamos uma oficina de artes no saguão de entrada, entre outras coisas. Queremos que as crianças ocupem todos esses espaços, que não fiquem restritos às suas salas. A escola aberta é uma possibilidade de mostrar um pouco disso tudo, de todos esses recursos disponibilizados”, completou a diretora.

Os pais e responsáveis aprovaram a novidade. Maria Aparecida dos Santos, avó da aluna Beatriz, de 4 anos, fez questão de participar. “Eu moro em São Roque, e fiz questão de vir, porque a mãe dela trabalha e não teria como participar”, contou.

Fernanda Maria Oliveira Simões acompanhou o filho, Mário Luiz, de 4 anos, na atividade. “Achei ótima a ideia da escola. A brincadeira permite que as crianças interajam mais, inclusive com colegas de outras salas. Ele também gostou muito que eu vim. Nem contei antes para ele, para não ficar muito ansioso”, revelou.

A mãe da Sophia, de 4 anos, Wendy Oliveira Bueno, por sua vez, afirma que ficou feliz por poder participar da atividade e também de conhecer ainda melhor a escola. “Eu já tinha vindo outras vezes, mas só agora pude conhecer tudo mesmo. Achei bem diferente a proposta e gostei muito”.

Para conseguir estar com o neto Rafael, de 6 anos, Marco Aurélio Simões delegou as atividades do comércio da família para outra pessoa. “Eu trabalho muito, mas hoje resolvi tirar uma folga para conseguir acompanhar o meu neto, porque ele me pediu”, pontuou.

Além das brincadeiras em diferentes espaços da escola, os pais também assistiram a vídeos informativos sobre a função pedagógica do brincar, puderam participar de oficinas junto das crianças, como a de contação de histórias e produção de balangandãs, e ainda puderam compartilhar o lanche servido para todos.

Muita criatividade e diversão

Todas as unidades da rede municipal de ensino de Sorocaba participaram da iniciativa. Assim, professores, diretores e demais profissionais da Educação não pouparam esforços, nem criatividade, para proporcionar aos alunos momentos de muitas brincadeiras e diversão.

Na escola pode ter praia? Sim! No CEI-114 “Fausto Ferreira Telles”, as crianças do Pré I tiveram a oportunidade de brincar de praia. No mundo da imaginação, não precisa de areia e mar, apenas imaginar e tudo acontece. O adulto pode ofertar materiais que favoreçam esses momentos de faz de conta. E isso não apenas na escola!

Exploração da Natureza foi um dos temas da Semana do Brincar em algumas escolas. No CEI-79 “João Tortello”, a turma da creche já adora brincar com elementos da natureza e pôde explorar um pouco mais ainda os elementos encontrados à sua volta, tais como folhas e pequenos galhos. Elas aprendem que, além de conter vida, esses itens devem ser tratados com cuidado e carinho, pois fazem parte do meio onde vivemos.

No CEI-108 “Antonio Bengla Mestre Filho”, uma das brincadeiras consistiu em explorar todos os espaços da creche. O passeio foi de velotrol, uma atividade que, além de divertir as crianças, favorece o desenvolvimento do equilíbrio e da coordenação motora. Enquanto isso, outra turminha dessa unidade pôde colocar as mãos na terra e exercitar a criação de uma horta. Além de ser uma atividade lúdica, acaba ensinando às crianças sobre a origem dos alimentos e incentivando-as a se alimentar de forma mais saudável, no dia a dia.

Já, na E.M. “Quinzinho de Barros”, a leitura esteve no centro das atenções e atraiu os olhares de toda a criançada. Nessa escola, os educadores trabalharam o Projeto Lugares de Ler. O tema escolhido foi o Sítio do Pica-pau amarelo, obra de Monteiro Lobato. Assim, a personagem Emília ganhou vida e foi para a escola incentivar a prática da leitura, estimular a escuta de boas histórias e, ainda, despertar a curiosidade, a imaginação e a criatividade, com as brincadeiras corporais, a música e a dança. “Foi um momento muito encantador e divertido, mostrando que leitura e brincadeira podem caminhar juntas!”, relata a orientadora pedagógica Priscila Borges Ribeiro Oliveira.

No CEI-78 “Ettore Marangoni”, as crianças exploraram o tema Autoconfiança, que é um dos aspectos mais importantes no processo de aprendizagem. Elas fizeram isso por meio da brincadeira chamada “Teia de aranha” ou “Cama de gato”. Além de desenvolver habilidades motoras e a capacidade de superar obstáculos, essa brincadeira ajuda as crianças a construírem uma crença positiva sobre si mesmas, quando superam o desafio de atravessar o circuito proposto.

Enquanto, com o tema Brincar Livre, no CEI-45 “Diva Ferreira Cordeiro”, os alunos puderam explorar toda a sua criatividade e potencialidades, utilizando, para isso, simplesmente caixas de papelão vazias. “Incrível o quanto elas conseguem ir longe na imaginação e, ainda, interagir umas com as outras, utilizando esse simples elemento do cotidiano”, observa a diretora, Karoline Dycassia de Campos Martins André.

No CEI-08 “Prof. Messias Ribeiro de Noronha Cunha”, a escolha foi o Pé de lata, um brinquedo antigo, que divertiu muitas gerações e mostrou que continua sendo motivo de muitas risadas entre as crianças. O objetivo é estimular o equilíbrio, a coordenação e a moderação da força e do movimento. Também incentiva a cooperação entre os pares. Um brinquedo fácil de fazer e construído com material reciclado.

Os alunos do CEI-101 “Leonilda Cruz Maldonado” puderam experimentar, no dia de Brincar Livre, uma série de brincadeiras infantis tradicionais, como fazer comidinha, usando elementos da natureza, brincar de bola e soltar bolinhas de sabão, entre outras. “É justamente, por meio do brincar livre, que o desenvolvimento da criança ocorre, ao realizar as primeiras representações do mundo em que vive e expandir a sua imaginação”, descreve a diretora, Ana Carolina Araújo Sanches do Nascimento.

“Esses foram apenas alguns dos muitos exemplos de como cada unidade escolar vivenciou, ao máximo, todas as possibilidades que a brincadeira infantil oferece no processo de aprendizado da criança”, concluiu o secretário da Educação, Marcio Carrara.

 

Fotos: Rose Campos – Secom e Divulgação