NOTÍCIAS

Professores da rede municipal exploram uso das lousas digitais em sala de aula e recebem formação específica nas funcionalidades

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), adquiriu lousas digitais para todas as unidades escolares da rede municipal de ensino. Neste ano, foram instaladas 930 lousas digitais, atendendo todas as 175 escolas da rede, sendo que, em 2021, outros 47 desses equipamentos já tinham sido instalados e entrado em funcionamento inicialmente em duas escolas nos bairros Wanel Ville e Jardim Carandá.

As lousas digitais podem funcionar, tanto com recursos on-line, como off-line, dispondo de uma série de funcionalidades e ferramentas, como o software educacional QuadriBook, que permite, por exemplo, edições e o uso do pacote Microsoft Office, por exemplo.

A nova tecnologia possibilita, ainda, explorar programas, a exemplo do Google Earth e de mapas imersivos, realizar estudos de sistemas corporais humanos, utilizar jogos de raciocínio lógico e matemático, como o Mind Lab, e muito mais. Outra possibilidade é a aplicação do Jamboard, tela inteligente que otimiza pesquisas on-line, gera salvamento automático em nuvem e reconhece, com facilidade, informações escritas à mão. Com o novo recurso nas escolas municipais, também é possível realizar leitura de texto de forma compartilhada entre os alunos.

“Um diferencial importante desse equipamento é a interatividade com os estudantes, que deixa de ser um agente passivo no processo de ensino-aprendizagem para construir, junto, novas propostas. Além disso, a lousa digital gera registros de tudo que é realizado, facilitando vários processos em aula, inclusive a realização de avaliações diagnósticas, que podem, depois, ser compartilhadas em reuniões com os pais e responsáveis”, pontua o gestor de Desenvolvimento Educacional, Paulo Bruno Pistili, da Sedu.

“A lousa digital tem auxiliado muito nas aulas. É um recurso interativo que chama a atenção dos alunos e os deixa mais engajados e interessados. Tenho utilizado a lousa quase todos os dias em atividades, como exposição de slides explicativos, exercícios do livro didático, contação de histórias com livros em PDF, exibição de vídeos e filmes que reforçam o conteúdo trabalhado, como um instrumento de pesquisa na internet e em atividades lúdicas, utilizando jogos digitais que foram instalados na lousa, além de jogos on-line. Além de tudo disso, o recurso auxilia muito no planejamento das aulas e otimiza o nosso tempo de trabalho, pois o material fica organizado e facilita na hora das correções”, descreve a professora Vanessa Medeiros de Luca, da E. M. “Duljara Fernandes de Oliveira”, no Jardim Santo Amaro, Zona Norte.

Com o objetivo de proporcionar aos professores o domínio de todas as funcionalidades possíveis, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), também vem realizando uma série de formações aos docentes, focadas no uso prático das lousas digitais.

Os gestores de Desenvolvimento Educacional e Administrativo, professora Helana Ferraz e professor Paulo Bruno Pistili, já percorreram, em dois meses, 18 escolas municipais com esse propósito. Este movimento formativo tem se mostrado de suma importância para fomentar as ações pedagógicas realizadas junto aos estudantes no uso dessa nova tecnologia, inclusive ao explorar as diversas possibilidades desse recurso.

“O principal foco da formação é apresentar ao professor todos os recursos e ferramentas disponíveis nas lousas digitais, para que eles possam usufruir e incorporar seu uso em sua prática pedagógica da melhor forma possível”, destaca a gestora de Desenvolvimento Educacional, professora Helana Ferraz.

Muitos professores da rede já estão utilizando o recurso e compartilhando suas práticas. A fim de reunir, em um só local, todos os relatos dos professores que já estão utilizando o recurso, foi criado um Padlet (ferramenta on-line que permite a criação de um mural ou quadro virtual), em que todos podem acessar, curtir, comentar e compartilhar suas experiências.

“A nossa intenção é apresentar as várias possibilidades de utilização do recurso educacional tecnológico, qualificando, ainda mais, o processo de ensino-aprendizagem dos estudantes”, afirma o gestor de Desenvolvimento Administrativo, professor Paulo Bruno.

A ação de formação igualmente contempla uma das metas da atual Administração Pública, que é a valorização da capacitação docente continuada.

Fotos: Marcel Herrera – Secom e Divulgação